Esta não é a sua vida…

sábado, 10 de setembro de 2011

 

O que você estava fazendo no dia 11 de setembro de 2001?

Não lembra? Só se recorda  de estar estarrecida frente aos noticiário?

Todos sabemos que esse foi um dos dias em que o mundo parou. Todos estavam incrédulos assistindo  o que acontecia. Na época, historiadores e cientistas políticos diziam que o mundo se dividiria em antes e depois dos atentados as torres gêmeas.

Mas e a sua vida? A sua história? Ela também se divide em antes e depois do dia 11 de setembro de 2001?

A dela sim!

E é essa história, a história dela,  que vou contar agora. Preste atenção, essa não é a sua vida, mas é a dela….

 

“Enquanto milhares de pessoas assistiam o que muitos consideravam o fim de uma era, ela estava trabalhando. Nesta época, ela era responsável por atender os assinantes de uma revista.

Na correria da atividade, ela começou o atendimento a um senhor que estava reprogramando a assinatura da revista. Uma entre tantas ligações que poderiam ser direcionadas a várias atendentes, mas quis o destino (ou como queiram chamar) que caísse logo nela.

Ela cumpriu com todo o protocolo e chegou a hora de confirmar os dados. Confirmação feita, ela se preparou para desligar a ligação;

“ - Obrigada senhor, por ter confirmado seus dados, meu nome é (….)  e qualquer coisa é só entrar em contato.”

Nisso,  o senhor do outro lado  da outra linha,  esbravejou:

“ - Você está brincando moça?! Isso não é brincadeira que se faça!”

Ela sem entender muito bem continuou o texto que sabia de cor:

“ - Não estou brincando senhor, meu nome é (…) e estou a disposição para eventuais dúvidas.”

Ele, atônito, pediu para que ela confirmasse o nome várias vezes, e depois solicitou que ela falasse sua filiação.

Ela, sem saber o que fazer e num ato automático, foi conferir o cadastro e sua única reação foi dizer:

“ – Pai, é você?!”

O senhor gritava do outro lado dizendo para que ela não mentisse sobre uma coisa daquelas, já que era um homem com quase 50 anos e não merecia ser feito de bobo, não merecia tamanho sofrimento já que a filha estava desaparecida há mais de 20 anos.

Nossa amiga começou a tremer, chorar, sem entender ao certo o que ocorria, abalada pelas emoções que a invadiam.

Nesse dia, enquanto muitas histórias acabavam, uma parte da vida dela começava a ser reconstruída”.

 

Vocês sabem de quem é essa história de vida? 

Na quarta-feira eu conto e vocês poderão ir ao blog dela conhecer o final desse encontro feliz.

 

 

P.S.¹: Quer transformar a sua história em post aqui do Sobre Viver em Sinop, me mande um e-mail (sobreviveremsinop@gmail.com) que terei enorme prazer em publicar.

34 comentários:

Rê Furlan postou o comentário de número:

Nossa, q história! No dia 11 de Setembro de 2011, eu estava aqui no Brasil, grávida de 3 meses e meu marido, lá em Boston, havia 2 meses! Imagina meu desespero, ligando pra ele vir embora ...rs... eu conto um pouco da nossa história lá no meu blog, mas fica chato dizer pra vc ir lá ler né heheheh

bjos

✿ chica postou o comentário de número:

Nossa, que coisa isso.Estou curiosa agora pra ver o final, que espero, tenha sido lindo! beijos,chica

Catia postou o comentário de número:

Que emocionante!Especial !Estou quase sem palavras.Foi bom ler uma boa notícia sobre esse dia que só se fazem lembranças tristes.Bjos ,bom fim de semana!

Neli Rodrigues postou o comentário de número:

Cintia, vc anda fazendo mta pesquisa no google "como atrair visitantes pro seu blog", agora é assim, a gente fica morrendo de curiosidade pro próximo post.
O jeito é aguardar...
Bjs♥

Elaine Gaspareto postou o comentário de número:

Cissa,
Não sei se é a carinha fofa e chique do blog, ou se é o despertar da Cissa blogueira, mas tenho que parar a correria e deixar este comentário para dizer que nunca na estória desse blog ele esteve tão movimentado, tão cheio de coisas acontecendo, cheio de novidades, de posts bons e instigantes.
Muito bom, mesmo.
Agora quero saber quem é a moça da revista que achou o pai...curiosidade machuca, viu? rsrsrs

Beijosssss

Mania D' Marie postou o comentário de número:

Menina que história no meio do caus,o pai reencontra a filha desaparecida,quero saber quem é
Cheiro!!

Carla Patrícia postou o comentário de número:

Creio firmemente que "nada acontece por acaso", e numa data como foi aquele 11 de setembro, um reencontro desses serviu para mostrar que tudo pode acontecer...até um reencontro. Mas engrossando o coro: quem é a moça?????

Beijinhos e dekicioso domingo!

http:pathyarteira.blogspot.com

Fernanda Reali postou o comentário de número:

PESSOAL


*** AVISO ***

A dona Cissa ganhou na mega sena e se mudou, deixou o blog pra Dona Gloria Perez escrever, por isso as historinhas estão mais movimentadas.

assinado:

a estagiária

Ise postou o comentário de número:

Oi Cissa linda da minha vida
Desculpe ai ta
mas eu sei com certeza quem é essa moça ,que reencontrou seu ai em 11 de setembro.
Fernanda Sahira
Perdão tá rsrrsrsrsr
Como eu sei?
Mistérioooooooooo
Bjus flor
Sabes que gosto muito de vc né.

Clau Finotti postou o comentário de número:

Oi Cissa!

Vc miacaba desse jeito! Sabe que sou ansiosa, curiosa e tudo de osa nessa vida...rs... (gostosa tbém, hahaha).

Nem faço ideia de quem seja essa moçoila. Se eu apostar em Iara vai parecer falta de criatividade e ainda ela vai me aparecer aqui prá dizer: tudo eu, tudo eu...rs...

Então deixo em aberto.

Beijocas.

Clau

Palavras Vagabundas postou o comentário de número:

Cissa,curiosidade mata,rs
Eu estava indo trabalhar, ouvi qualquer coisa no rádio do carro, mas não dei muita importância. Cheguei e fui para uma reunião, ligamos a TV e em minutos vimos o segundo avião bater na torre! Nunca fizemos a reunião, tudo parou! na época eu trabahava na TV Globo e ficamos em função da cobertura. Só me lembro de chorar vendo as pessoas cobertas de poeira andando completamente chocadas pelas ruas, viamos as imagens chegando e não conseguiamos acreditar. Minha vida não mudou, mas o acontecimento me marcou, ver um atentado ao vivo deixa sequelas.
bjs
Jussara

Mara Lucia Bechara postou o comentário de número:

Adorei o comentário da Fernanda Reali desceu a Gloria Perez em vc Cissa!!!??
amanhã cenas do próximo capitulo..
bjjsss
meu cachixo

Drika postou o comentário de número:

Meu Deus que história! Agora a curiosidade me mata para saber o restante dela... Linda história em um dia tão trágico... mostra que a roda da vida não para nunca!

Maria Pimentinha postou o comentário de número:

Adoei passear pelo seu blog, e tô seguindo.
Adorei a história, linda! parece coisa de novela.
Tô seguindo o blog abraços...

Iara postou o comentário de número:

Cissa linda, eu lembro onde estava, o que fazia, o que senti e o quanto aquilo me marcou,mas não gosto de falar nesse assunto.
Então vamos ao post.
Poxa vida Clau, EU de novo, tu não entende que se fosse eu teria perdido o pai por ai, numa rua, esquecido num bar, qualquer coisa assim e não encontrado. rsrrsrsr
Cissa, a história emociona só o começo, enchi meus olhos de lágrimas, espero que o reencontro tenha sido lindo e que tenha se perpetuado e os dois tido a oportunidade de recuperar o tempo perdido.
Seja quem seja essa menina, fico muito feliz por ela.
Beijo

Paula...(Cotidiano de uma Amig@) postou o comentário de número:

Cíntia...Cíntia, vc a cada dia nos surpreendendo.

Quarta-feira estarei eu batendo meu cartãozinho de permanência neste blog encantador/renovador.

Beijosss querida.

Luma Rosa postou o comentário de número:

É por essas e outras que não acredito em coincidências. Uma história emocionante! Depois volto pra saber de quem é a história.
No dia 11.09.2001, estava me preparando para sair para o trabalho e a TV estava ligada. Quando escutei a chamada corri do banheiro para a frente da TV e como todo mundo, a primeira olhada não acreditei e também como todo mundo, liguei para a pessoa mais próxima.
O que aquele dia mudou na vida das pessoas, foi a consciência de que somos frágeis e que basta uma pessoa bem louca para que o mundo acabe. Ainda bem que o louco não era tão louco, já pensou?
Beijus,

Carine Gimenez postou o comentário de número:

Cissa
Esse blog está a cada dia melhor. Parabéns!
Que história emocionante!!
Beijos.

Eva postou o comentário de número:

Cissa, tenho você na minha lateral do blog mas pouco passo aqui, tem dado tempo apenas de retribuir as visitinhas, mas hoje, entrei e sentei aqui e não é que tenho que voltar, curiosidade, mata viu, hehe, beijos, lindo domingo e linda semana para vc.

Carla postou o comentário de número:

Oi Cissa,,, Tô em cólicas pra saber quem é e o final dessa história tão comovente. Beijos
http://jeitofelizdeser.blogspot.com/

Anônimo postou o comentário de número:

Eu me lembro bem,tinha ido pro consultório,atender bem cedinho um paciente as 7 da matina.Quando abri a porta pra atender a segunda paciente,por volta das 9:00,ela estava branca e sem nem dizer bom dia,me perguntou:Você viu o que está acontecendo nos EUA????
Meu Deus,que loucura,uma sensação amarga na boca,o dia todo e outros mais.
Agora,diga lá,que é pra não matar a véia de curiosidade,
Quem é essa moça da história,quem,quem????
bjs
Patricia Petro

Clara Miranda postou o comentário de número:

Menina, que coisa emocionante, né?
Minha vida não se divide, ainda... ele é um conjunto progressivo de fatos!
Bjim

Lola postou o comentário de número:

Que historia!!! Quero o final purfa! No dia 11/09/2001 estav preparando as malas para fazer um ano sabatico na Italia, eu meu filho Pietro e meu marido, o Francesco estava na minha barriga e eu nem sabia. Ah o avião estava vaziooo como todos os voos naquele mês. Medo imperava.
Agora escreve o final da historia rsrsrs
bjs
LOla

Taia Assunção postou o comentário de número:

Tô roendo as unhas...nossa que história. Nesse dia eu estava na Unemat trabalhando quando meu amigo entrou em minha sala e me levou pelos braços até a sala de reunião onde assistimos juntos a colisão do segundo avião. Ficamos atônitos. Nunca me esquecerei. Que dias melhores venham pela frente. Beijocas!

Drinha... postou o comentário de número:

Oi Flor!!!! Td bem com vc????

Nossa, acho que li muito mais que 100 posts viu???? Não comentei em todos que li e tb não terminei de ler, tô adorando te conhecer, cada vez mais encantada!!!!!

Qto ao 11 de setembro, eu estava com 18 anos, trabalhava com um fotógrafo aqui em SP... ele tinha saído pra tomar um café na padaria, logo dp de ver as cenas dos aviões, correu pra me chamar pra assistir como muitas pessoas da região...
Muito triste!!!!

Pior que nesta época eu não sabia nem q eram as torres mais altas de New York... Dias dp ele me mostrou fotos dele num dos restaurantes no World Trade Center... muito triste né????

Mas continua essa história linda, quem é essa moça aí????? Vc sabia que curiosidade mata?????rsrs


beijos

Luciana Aragão postou o comentário de número:

Nossa, parece história de cinema...
Bom eu lembro de tudo e onde estava naquele onze de setembro. Estávamos na aula da universidade na hora e paramos a aula para assistir-mos e a disciplina que estava no momento era geografia política!!! coincidentemente... E hoje como a matéria que dou aulas é geografia ministro sobre tal assunto para os alunos.
mas tem muita coisa que a mídia mascara e não passa sobre o atentado deixando lembrar apenas das mortes o que mais toca o coração das pessoas.
Mas não faço ideia de quem seja esta historia que vc contou.
beijos

Kelly Kobor Dias postou o comentário de número:

Que história emocionante!!! Fiquei curiosa pra saber o fim rsrs. beijos

Fê Dutra postou o comentário de número:

Cíntia,
Incrível como o destino nos prega umas peças,né?
Depois me diz quem foi essa sortuda.
Odeio desculpas esfarapadas, mas permita-me dizer que não apareço aqui com a merecida frequência, pois sou a blogueiras mais sem vergonha da blogosfera. Prometo me redimir.
Ah! pode postar minha história, sim.
Beijocas em Ti e no filhote.

Cris postou o comentário de número:

Caracoles...quero saber quem é, fiquei curiosa!

Indiquei um selo pra ti porque te acho show de tudo! Seus textos são sempre pra cima, dão ânimo, alegram, fazem bem ao coração!

Não gosto de por link num coment, mas desta vez não tem jeito, o selo está aqui:
http://www.estudiobrigit.com.br/2011/09/selinho-dona-desse-blog-e-uma-flor.html

Beijos!

(Ah, depois te conto umas confusões com um certo nome...)

Luciana postou o comentário de número:

Me arrepiei dos pés a cabeça, que linda essa história e é claro que vou querer saber mais.
No dia 11 de setembro de 2011, eu estava em casa e meu marido me ligou apavorado perguntando se eu estava vendo a televisão, eu não estava, estava alheia ao que estava acontecendo, ele então me disse que ligasse a televisão e me disse que achava que estava acabando o mundo, foi aí que fui ligar a tv e saber o que estava acontecendo.
Cissa, hoje postei minha 1ª cartinha que recebi do clube da carta, se puder dá uma olhada.
Bjos, Lú.

Nayara postou o comentário de número:

♥ estou te seguindo. Desculpa a visita rapida. Voltarei depois. Amei seu blog. Vou mandar minhas histórias, beijos.

Você co
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...