Eu brinco e faço loucuras...

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Dia desses me perguntaram o que eu faço.

Eu, toda prosa, disse que promovo cultura. 

O que quer dizer, em outras palavras e sem todo o glamour: faço coisas que a maioria das pessoas acha ser superficial, que não dá trabalho e que é só brincadeira.

Mal sabem eles que o que fazemos é essencial,  dá um trabalho imenso e que de brincadeira não tem nada.

Mas mesmo assim fazemos. E com prazer!

Trabalho com um grupo de cerca de 15 acadêmicos, todos muito queridos (beijos meninos!!!), com um parafuso a menos e que têm como principais qualidades o fato de me suportarem e embarcaram nas minhas loucuras.

No começo desse semestre, estávamos numa reunião de equipe (kkk - gostaram? Tô valorizando!) e chegamos ao maior obstáculo que enfrentamos na cidade: a apatia cultural. 

Conversa vai, conversa vem e entre várias idéias que iam surgindo (porque viajamos legal! - sem medo de ser feliz) Bruno, nosso fotógrafo oficial, encasquetou com a idéia de criar algo que girasse em torno de  uma noiva.

Depois de muito conversar, e a noiva sempre estar presente, decidimos criar a noiva errante. Uma noiva, lindamente trajada, que circulará pela cidade, em várias ocasiões e horários, sem falar uma única palavra.

Nossa idéia é levar ao questionamento, fazer com que as pessoas saíam da zona de conforto e percebam o que acontece a sua volta. E tem dado um ótimo resultado.


Em nossa primeira missão, levamos a noiva a dois  bancos para realizar um depósito.
Não filmamos, por questões de segurança dos estabelecimentos, mas posso dizer que foi um barato:
A cena mais inusitada partiu de uma senhora, que literalmente se irritou com os trajes da noiva e soltou o verbo:
"Isso é um absurdo. Essa moça está querendo aparecer! Onde já se viu uma coisa dessas! Precisa vir aqui vestida assim?!"

Isso dito em alto e bom som para que todas as pessoas ouvissem. (detalhe: a senhora em questão estava trajando um modelito questionável para a hora e para o local, nem um pouco discreto.)

As constatações do público foram as mais diversas: uns achavam que era a promoção de algum produto, outros que a moça era louca, outros, pasmem, nem perceberam o traje da noiva. Alguns tiraram fotos e riram muito, além daqueles que,  ao se deparar com a noiva, levaram o maior susto e não sabiam onde se enfiar.

Então em primeira mão, somente para vocês, a noiva errante:


Aqui, a Cris, nossa noiva,  sendo maquiada por mim e pela Moça do Cabelo Amarelo (brigada Fran!)




Mais um ângulo. Os meninos estava todos a volta dando pitaco e super nervosos, enquanto a Cris, pura concentração.


E aqui, já em ação, enfrentando o maior vento. A foto não saiu muito boa, pois não podíamos dar bandeira com câmeras pela rua. A foto foi tirada de celular,  pelo Felipe, outro membro da equipe. Ao todo, estávamos em 8 pessoas da equipe, localizadas estrategicamente no local.

E é isso, gostaram? Me conta, qual seria sua reação?




P.S.¹: Obrigada pelas felicitações ao Filho com DNA Alienígena. Ele adorou e nós, pais babões, também!

P.S.²: Não posso dar detalhes da festa, pois tem alguns convidados que lêem o blog, então se eu contar, perde a graça,  mas está tudo, aos poucos, se ajeitando... Segunda, a festa vai rolar solta por aqui!

P.S.³: Devagar estou passando nos blogs amigos para me inteirar do que tem acontecido e retribuir os carinhos. Me aguardem!

P.S.: Beijos bolsistas da Cultura, adoro vocês!!! Cês tão arrasando, hein?!






39 comentários:

mari postou o comentário de número:

Se ela estivesse correndo pela rua como o diabo da cruz eu daria parabéns pela coragem de se livrar do mala. Num banco eu acharia que era uma performance mesmo. :-)))

Lu * postou o comentário de número:

A-do-rei!!!
Mantenha-nos informados das novas loucuras e dos resultados do trabalho.
Q vontade de fazer parte disso...
Mil bjs

Lu * postou o comentário de número:

A-do-rei!!!
Mantenha-nos informados das novas loucuras e dos resultados do trabalho.
Q vontade de fazer parte disso...
Mil bjs

Anita postou o comentário de número:

Oi Cíntia, desculpe o abuso e tb a hora, mas tudo bem, só quem tá aqui mesmo de insônia sou eu. Então... fui curiosa de vir aqui saber quem era vc pq dia desses a Helena me disse num comentário, que ía dar a idéia de uma festinha(inha mesmo) q fiz p minha norinha pra vc, mas aí uma coisa e outra, acabei não passando aqui, acabei chegando atrasada p o niver do filhão, mas parabéns, tá? Quero então te convidar pra ir lá conhecer meu bloguinho.Te espero lá.
Bjs, Anita.
http://casadaanita.blogspot.com/

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez postou o comentário de número:

Mas que idéia bacana! Sacudir o panorama cultural.
Acho que é nosso maior problema... o panorama cultural ser, de certa forma, esquecido. E todo mundo desacostumado a pensar.

Que barato isso! Pena que não deu pra filmar no banco, mas deve ter sido algo hilário. E essa foto dela correndo a pé pela rua chega a ser quase surreal.

Gostaria de participar de um projeto assim, parabéns a vcs pela iniciativa.

Majju postou o comentário de número:

Olá!! Bom dia!!!
Que delícia de loucura...amei.
Muito legal a mulher do banco heim?
Continue com esse trabalho legal...vc tem em suas mãos e nas mãos de sua equipe o poder de levar o que as pessoas mais tem fome: levar cultura, levantar questionamentos, que legal!
Beijos minha flor e uma excelente e produtiva sexta-feira!!

Amanda Paula postou o comentário de número:

Eu com certeza iria reparar, mas não iria fazer nenhuma manifestação! Não que eu não ligue para o que aconteça em minha volta, mas porque ela poderia ter sido deixada no altar, vai saber, e poderia estar nervosíssima, ou seja, não arriscaria! rs

Bjss

calma que estou com pressa postou o comentário de número:

oi Cintia- que barato - adorei esta ideia inusitada- o homem tanto insistiu que conseguiu colocar sua ideia- as vezes uma coisa que parece boba pode resultar em ótimos trabalhos- com certeza acordou o pessoal - acabou com a monotonia de sinop-
a minha reação?- eu ia parar olhar , achar ela linda (diz prá ela>coitada >pagou o mico todinho> ela é linda e atriz)
tá mas eu ia parar , depois eu acho que ia sentr pena daquela criatura que fugiu da igreja! porque não queria mais casar , ia fazer ela sentar - dar um refri ou cerveja mesmo! prá ela , conversar, perguntar porque filha? o que aconteceu? Cê tem outro amor? não gosta mais do noivo? tem pra onde ir?
o meu instito de mae - acho que não ia achar engraçado , só depois que ela me falasse que era coisa da Cintia, eu ia rir muito , claro depois de te dar uns cascudos né guria rsrs
adorei a ideia-
aqui tem um doidinho meio raul seixas, que fica proclamando poesisas, mas ele é errante mesmo, mas percebesse que ele já teve uma vida boa, e é muito inteligente, ele faz capoeira em plena praça central , e chama a maior atenção e conversa com todo muito, muitos fogem e eu dou a maior trela prá ele pergunto da vida dele< ele até chora>(acho que não está acostumada com isto) > só com a indifereça e o nojo! só que ele virou alcoolotra , mas tb seria uma boa oportunidade de ver a reação das pessoas mediante este fato - o que as pessoas fariam ao se deparar com um maluco beleza, tem vários comportamentos-
esta turma deve ser muito legal-
e bjs para nosso fofo
bjs

Ana Maria ( Jeito de Casa ) postou o comentário de número:

oi Cintia

Que loucura...kkk
iria achar que era um filme , um reality, algo parecido..kkk
muito bom!!!
bjus

Cíntia postou o comentário de número:

Cíntia,bom dia amiga!!!Quando vi a foto da noiva em ação na hora pensei o seguinte: seu eu estivesse em um banheiro de lanchonete,shopping ou de qualquer outro lugar público e a visse sairia desembestada achando que aquela lenda da mulher do banheiro fosse real kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk nem iria perder tempo para ver se era loira ou não kkkkkkkkkkkkkkk, mas em lugar com várias pessoas tipo um banco eu a ficaria observando e achando o máximo a ousadia dela rsrrsr e se ela permitisse tiraria uma foto com ela,claro porque eu teria como provar depois o inusitado né?
Muito legal isso Cíntia, esses acadêmicos fazem curso de que??? Parabéns pela ideia criativa amei♥
P.S:A apatia pela cultura é uma das coisas desse mundo que não consigo entender...

Karla Jeanne postou o comentário de número:

Cintia que legal, acho que se a visse, pensaria que ela fugiu do noivo na hora do sim..rsrsrs...

E adorei a idéia de vcs, criatividade sem limites hein?!!!!!!

BJKS DE KARLA***

Lenita Vidal Porcelanas postou o comentário de número:

Olá querida amiga Cintia!
Adoro provocações e esta é das boas...rs
Minha primeira reação seria imaginar se a visse num banco, que talvez ela estivesse fugindo da igreja e tem que pegar dinheiro para a sua empreitada, acho até que ofereceria uma carona.
Se a visse andando na rua assim como na foto, pensaria que o carro quebrou e ela quer chegar logo na igreja que está logo ali, igualmente ofereceria uma carona.
Mas não deixa de ser uma situação interessante, inusitada e que pode muito bem acontecer por aí...rs
Beijos, tenha dias coloridos.
Lenita

Ah! obrigada pelas visitas e comentários lá no meu blog, adoro ver vc por lá

Elaine Canha postou o comentário de número:

Vocês da área de cultura são uns loucos kkkkkkkk
Mas achei a idéia interessante, bem como o questionamento que ela quer provocar.

Beijos

Cecilia e Helena postou o comentário de número:

Olá, Cintia:
Muuuuito interssante! Gostaria de estar aí para ver essa noiva itinerante!
Minha nora (que é violoncelista) fez uma turnê com a Orquestra de Cuiabá, aí pelo interior do Mato Grosso. Ela já voltou a Brasília, mas ainda não tive tempo de conversar com ela. Da última vez que falei com meu filho, ele me disse que ela estava em Mutum Novo(a?). Passaram aí por Sinop? Esse nosso Brasil é um mundão, não é?
Um abraço carinhoso da Cecilia.

Fê Dutra postou o comentário de número:

Vem cá, tem uma vaga pra mim, aí nessa equipe, não?
Também quero trabalhar, assim.
Ah! se desse de cara, com a noiva. Certamente, iria dar minha vez pra ela na fila do banco. coitadinha, vai que ela perde a hora do casório.
beijocas

Michelle postou o comentário de número:

Eu achei tudo muito louco e com certeza se a visse na rua teria certeza que é louca!!! Tipo..o noivo abandonou no altar e ela ficou maluca!!! rs rs

p.S - Um dia eu vi uma noiva dirigindo um fusca!!! Todo mundo que percebia buzinava e tal...coisa de louco tmb, né?!!?!?1 Imagina a noiva chegando de fusca na igreja...e ainda por cima dirigindo!!! Dei muita risada!!!

Bjus

Cinária Mendes postou o comentário de número:

Cintia, eu achei que a Cris fosse a Ivete Sangalo...linda...
Eu ia ficar olhando a beleza dela...
Beijos

Tati Pastorello postou o comentário de número:

kkkkkkkkkkkkkkkkk
Fiquei tentando me imaginar na cena. Acho que eu só iria rir...
Deve ser mesmo muito divertido. Parabéns pela iniciativa.
Beijos.

Veronica Kraemer postou o comentário de número:

Ciiiiiiiiii, amei a iniciativa de vocês!!!
Eu acho que se visse a noiva errante iria dar muita risada, mas o que eu queria mesmo era estar na pele da noiva, deve ser muito louco ver a diferente reação das pessoas...
Pena que vcs. não puderam filmar...
Vai contando sempre pra gente, muito interessante isso.
Beijossssssssssss e um lindo feriado pra ti
Vero

Fernanda Fernandes postou o comentário de número:

Que legal...adorei a ideia,diz aí para a moça linda que eu achei que era a IVETE SANGALO na chamado do blog...heheh

bjos!!!

Casa de Lola postou o comentário de número:

Legal essa idéia da noiva, por sinal muito bonita, mas eu ia me assustar e pensar que era ou alguma filmagem , ou promoção de alguma loja, pq se entendi bem a noiva não podia falar nada, então ela se portava naturalmente como se não estivesse de noiva, neh?Gostei da brincadeira, parabéns pela criatividade, e Sinop agradece ou deveria agradecer.
Beijos
Lola BH

Deusa postou o comentário de número:

Eu corria junto,pra ver aonde ela ia...vai ver vale a pena...kkkkkkk.
Bjs
Deusa
vasinhos coloridos

Fernanda Reali postou o comentário de número:

Que linda essa moça que interpretou a noiva!!!

Depois que vim morar em Copacabana, vendo diariamente os homens indo ao banco só de sunga e mais nada no corpo, me acostumei ao absurdo.

Meu protesto é que só os velhos, feios e barrigudos fazem isso. Tanquinho sarado que é bom, nananina...

:)

Edlena Franklin postou o comentário de número:

Cíntia!
Estou com hóspedes em casa, sem condições de postar nada tão cedo, mas fiz questão de mandar meu recado: Adorei sua proposta cultural anti-apatia! Adoro essas loucuras, que as pensa e quem as executa, muito bacana ver as reações das pessoas...
Beijos, até breve.

GIL postou o comentário de número:

Pra quem estudou Moda, nada é diferente.....rssss....ia prestar atenção no modelo, aliás foi o que fiz, eu estava no habibs um carro parou, o motorista pegou uma bebida (chopp) e levou até a noite e deu um sorriso pra todo mundo....ELA ESTÁ NERVOSA.....rsss.....bjks....bom feriado.......adorei a idéia de vcs...Gil

Bárbara Rezende postou o comentário de número:

kkkkkkkkkkkkkkkkkk eu realmente não saberia o que fazer... acho que deixaria passar na minha frente no banco... coitada devia estar prestar a se casar e já tinha contas pra pagar kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

bjksssssssssssssssssss

Sandra =^.^= postou o comentário de número:

Oi Cintia!!!
Você viu que igrejinha mais meiga?!?!
Então, Nova Europa fica no estado de São Paulo, perto de Araraquara, Matão, Gavião Peixoto, Ibitinga (acho que você ficou na mesma, rsrs), é interiorzão do estado.
Tenho várias igrejinhas, e vou postar aos poucos.
Grande abraço e ótimo fim de semana pra ti.

Taia Assunção postou o comentário de número:

As reações devem ter sido engraçadas, ainda mais no interior do MT onde o cenário cultural ainda é novidade...a propósito, a noiva é muito bonita. Beijocas e bom feriado para o trio.

Cinária Mendes postou o comentário de número:

Oi Cintia sumida,
Eu chamo de canelinha, aquela pecinha tranparente que coloca linha e fica debaixo QUE DIFICIL
Olha ai na foto dentro do estojo prateado com 2 joaninhas na tampa, um tanto de canelinhas com linha e sem linha. Entendeu? Me conta como voce chama isto...
Beijos e boa festa

Tia Ném postou o comentário de número:

Olá, Cintia.

Obrigada pelo carinho lá no bloguito. Amo seus coments! Menina, nem a mão doendo eu não fico quieta, credo! Vc viu o antes e depois, né? kkkk.

Quantas novidades, amiga! Dê um beijo grande no aniversariante por mim e por mais milhões de interna.... que passam por aqui, rsrs.

Genial esta ideia do post! Amei!!

Minha primeira reação seria: ela estar fugindo de um casamento que no momento exato percebeu, não estar tão a fim de passar o resto da vida com o MALA, kkkk.
Estaria no banco sacando dindin para fugir dele.kkkk

Ou, foi abandonada pelo noivo e estava por ali correndo com vontade de sumir ou entrar dentro de um enorme buraco, kkk.

Parabéns a todos que estão trabalhando neste contexto, quero ver o resultado depois, estarei aguardando. Um beijo especial na noiva, rsrsrs, ela é linda e uma excelente atriz por desempenhar esse papel.
Bjs: Tia Ném.

Cecilia e Helena postou o comentário de número:

Olá, Cintia:
Trabalhar com cultura é um privilégio.
Meu filho também é violoncelista (assim como meu ex-marido é, e o pai dele foi). Meu filho e minha nora fazem parte da Orquestra do Teatro Nacional Cláudio Santoro. A Helena também estudou violino e flauta, e eu fiz piano na Universidade Federal do Rio de Janeiro (na época Universidade do brasil - sou muito antiga!). A Helena seguiu o caminho das Letras, assim como eu. Somos uma família musical.
Prossiga com seu trabalho, que, me parece, é também seu ideal, sempre com alegria.
Um abraço da Cecilia.

Fernanda Reali postou o comentário de número:

Leia, leia, leia!

A vida pode ser BOA!

http://tramasebobagens.blogspot.com/2010/09/eu-disse-sim-e-voce-se-tornou-meu.html por @lilahleitora

bjs

Uska Hope postou o comentário de número:

Que barato essa iniciativa!! Deve ter sido uma loucuras nas ruas... Rsrrs.
Bom, eu... Do jeito que ando na rua distraída... Acho que iria levar mó susto, e depois de me recompor acharia que fosse alguma produção de revista, programa de tv... Pô, moro no Rio de janeiro né, essas loucuras aqui são até normais... kkkkkkkkk Boa sorte aí!! Bjsss

Brigit Candles postou o comentário de número:

É uma ideia ótima, mexer com o "achismo' das pessoas, adorei!

A última foto parece uma noiva em fuga num momento de Iluminação!

Mas vcs filmaram, não? Pq ver a cara que as pessoas fazem qdo olham é o máximo, melhor do que isso só as caras das pessoas que fingem que não estão olhando.

Beijos.

Larissa L. postou o comentário de número:

Ai, Cintia, que loucura!
Adorei a ideia! Deve ter sido muito engraçado mesmo, mas se eu fosse da sua equipe vc ia me mandar embora pois iria rir muito!
Minha reação: faria uma das caras engraçadas que costumo fazer (mas é involuntário, tá?).
Bj

Lili postou o comentário de número:

Oi Cintia, estou aqui imaginando o que faria. Acho que ficaria olhando pra ver se não era pegadinha... kkkkk - mas daria risadas tb. Imagina, uma noiva dentro de um banco. Que legal essa inicitiva, hein? Nos mostre sempre o que vcs andam aprontando.
Beijos, Lili

Drinha... postou o comentário de número:

Não sei qual seria minha reação!!!! acho que ia ficar parada olhando!!!! Muito legal essa brincadeira!!!!!

Lauisa Sousa postou o comentário de número:

Gente que loucura..eu a loka aqui pensei que vc fosse maquiando Ivete Sangalo kkkkk mas veja se não tem um Q de verdade rsrsrs Amei..acho que tiraria a câmera e iria fotografar tudinho kkk amei!! Beijos querida

Você co
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...