Era uma vez...

sábado, 4 de setembro de 2010

Numa terra muito, muito distante, há muito, muito tempo atrás, uma princesa que queria agradar seu principie encantado e resolveu agraciá-lo com o melhor quitute,  que ela sabia preparar como ninguém...

Agora falando sério, aconteceu numa terra distante mesmo (foi lá em Porto Alegre) e faz muito tempo (coisa de uns 17 anos). As únicas coisas que se mantém inalteradas são: A princesa, que sou eu é claro (lembrem-se, não se contraria louco), e o príncipe,  que é o Mestre Branco e azul (que vez ou outra vira sapo e dá vontade de costurar a boca dele - brincadeirinha, viu amor!)

Aconteceu na primeira vez que ele foi a minha casa, conhecer os meus pais (só de pensar chega a me dar uma dor na boca do estômago) e para recepcioná-lo,  fui à cozinha preparar uma das minhas especialidades na época: pudim.

Eu fazia pudim de tudo: de pão, de leite condensado, de queijo... Quando tinha uma festa, a sobremesa não podia ser outra, o pudim da Cintia.


Fiz o pudim e deixei para desinformar na hora de servir, afinal, o que poderia dar errado?

Na hora da sobremesa, entrou eu com o prato na mão, pois desinformar o pudim na frente de todos era o ápice da minha performace. Mas não naquele dia...

Desinformei e... Pulou liquido para tudo que era lado. Moral da história:

Até hoje tenho que aguentar a piadinha do Mestre Branco e azul:
"Nunca bebi um pudim tão bom na minha vida!"

 Deu para entender agora o porque de querer costurar a boca dele?


Depois disso tentei fazer outros pudins, mas a magia de prepará-los me abandonou.  Só pode ser praga da bruxa má!




32 comentários:

Adriana postou o comentário de número:

Amiga
Já me aconteceu com bolo. Eu crente que tava abafando e o bolo murchou...que mico!
Mas não se coloca na posição da vencida. Cresce pra cima do pudim, se não ele cresce pra cima de você.

Fiz bolo até a sorte pra bolos voltar...e um dia ela voltou e nunca mais me abandonou(3 toquinhos na madeira)


Beijos
Dri

Deusa postou o comentário de número:

Que lindo...(não posso contrariar)rs.....matava ele se me falasse uma coisa destas...kkkkk.
Menina mais então somos duas com uma gripe de doer...nem sei o que fazer,não posso engolir que doe tanto que quase choro(tô numa mãnha),mas a do mesmo e a Maitê tadinha.Diabetes e um caso sério,mas graças a Deus já nem e mais encarada como doença,tanta gente tem este PORÉM,mas tinha que acontecer logo agora...gripe da um cansaço,uma vontade de deitar e ficar...pelo menos e feriado nê?
Beijinhos...melhore rápido.
Deusa
vasinhos coloridos

Tati Pastorello postou o comentário de número:

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Me lembrei da primeira vez que fiz um pudim para meu marido (que é filho de quituteira...). Na hora de desenformar, borrou tudo. Ele, até hoje, debocha, diz que era um pudim sabor cérebro. E na hora de servir ele perguntava: quer do lobo direito ou do lobo esquerdo? Ai, que raiva! Mas demos boas risadas! Investi em receitas mais fáceis, tipo pavê! hehehe
Beijos.

Sandra =^.^= postou o comentário de número:

kkkkkkkkkkkkk...costura a boca dele mesmo.
Olha, eu sou desastre na cozinha. Eu não cozinho...brigo c/ o fogão e o pior ele sempre ganha.
Não vejo a hora do homem inventar uma máquina que é só colocar a receita, os ingredientes e o prato sai pronto. E decorado!
Bjos e bom feriadão pra ti.

Paula... postou o comentário de número:

OI Cíntia...amo ler suas histórias! Me identifico com MUITAS...rs.
Essa de costurar a boquinha do sapo é uma....hihihi. Esses meninos nos tiram do sério!!!

Beijinhos lindona...ótimo feriadão para vcs.

Ruby Fernandes postou o comentário de número:

hahahaha, isso acontece flor. Comigo acontece quando vou fazer manjar, nunca dá certo para desinformar...
bjo bjo ^_^

Taís Marçal Diniz postou o comentário de número:

Cíntia ficou mais divertido assim, do que se tivesse dado certo na hora de virar o pudim...rsrsrsrsrs!!!
Amiga o nome daquela planta é Heliconia, foi a Daniana que me passou essa informação e estou te repassando.
Beijos!

Blog da Fatima postou o comentário de número:

hehehehe...beber pudim eesa foi boa!! Mas teu mestre temmum senso de humor bem legal...já imaginou se ele se decpsionasse e fosse embora??? Sinal que o gosto do pudim (mesmo que bebido) estabva ótimo!!! rsrsrsrs

Em tempo: adorei a história da noiva errante do post anterior...muito legal. Serioa bom se isso acontecesse vez ou outra em lugares que as pessoas precisam cair na rela e sairem da sua zona de conforto e refletir sobre o que veem!! Muit bom

Bjos no ♥

Silvana - Interior Adentro postou o comentário de número:

Oi Ciiii!

Mas esse Mestre é um tirador de sarro heim? Olha, meus irmãos tb são assim, principalmente o mais novo, que logo se casará.

Qdo faço rango meia boca ele já começa a cantarolar uma música e a dar risada. Logo sei que vem zoeira pro meu lado...kkkk

Tb já me aconteceu de melar almoço com namorado, mas meu erro era sempre excesso de sal. Salgava o rango de ficar intragável e ter de sair pra almoçar...kkkk

Afff...ainda estou maravilhada com os presentes... Já postei lá no meu blog!

Ah, parabéns atrasado para o DNA alienígena, tá? Dê um beijo gde nele por mim!

Beijoooo

Cinária Mendes postou o comentário de número:

Cintia,
Eu tambem adoro fazer pudim.
kkkkkkkk voce e suas historias
Menina, vi o presentão que voce mandou para a Silvana.Arrasou!!!
Quanta coisa linda!
Sua mãe é 10, lindos trabalhos.
Beijos

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez postou o comentário de número:

ahahahahah mas é sempre assim. tudo o que a gente faz "na boa" dá certo. Fez com ansiedade, preocupado com o resultado vira água (literalmente rs).

Mas vai, aposto que mesmo molão tava delícia esse pudim.
E eu não ligaria de ser cobaia para seus novos pudins hahaha. Mesmo molão, no problems, vai de canudinho que tá ótimo!
bom domingo.

Priscyla Rodrigues postou o comentário de número:

kkkkk... Tenho tanto pavor que isso aconteça que até hoje não sei fazer pudim... Nunca tentei... Maridão que faz...
Mas outro dia fui tentar fazer um bolo de caneca que foi um desastre só... Entornou tudo no fogão... Mas maridão é tranquilão, nem falou nada... me livrei de costurar a boca de mais um sapo... rs

Bjoks querida

Bom domingo

Deusa postou o comentário de número:

Acordou melhor amiga?...demora um pouco nê?...eu não dormi nada,vou tomr uma injeção de Penicilina pra ver se melhoro,não aguento mais...enquanto isso,vou terminar minha bagunça.A Maitê comprou um presentinho para o Felipe,assim que acabar o feriado mando.....
Beijinhos
Deusa
vasinhos coloridos

Fernanda Reali postou o comentário de número:

Adorei, esta história já aconteceu comigo igualzinha! É porque entrou o vapor do cozimento, então agora eu uso duas folhas de papel alumínio para vedar e depois ainda ponho a tampa. Pronto, nunca mais ninguém bebeu pudim aqui em casa!

Ouvi Ode to Joy e lembrei de ti. Agora estou na nona de Beethoven.

bjs

Elaine Canha postou o comentário de número:

Uma vez servi um pavê de maracujá. Estava acostumada a fazer de limão e não me liguei a diferença da qunatidade de líquido.

Na verdade foi uma mistura de leite, biscoito e seuco de maracujá kkkkk


Essas coisas acontecem justamente em ocasiões como essas.

Beijos

Deusa postou o comentário de número:

Deus me livre...eu acho que vou tomar e uma injeção logo de penicilina,não aguento nem engolir,já tenho 3 noites sem dormir....credo.No seu caso o que dificulta e o detalhe da diabete,mas vai aos poucos,ninguém vai dar falta de nada,não força muito senão piora a situação,quanto ao molho e melhor mesmo deixar para amanhã.
A Maitê adora quando eu saio dizendo que temos que comprar um presente,porque claro ela compra um pra ela também...rs.
Beijinhos
Deusa
vasinhos coloridos

Uska Hope postou o comentário de número:

Amiga, meu talento na cozinha ainda esta se aprimorando... hehe. Mas acredito que sou melhor, bem melhor, quase ótima...Rsr. (Modesta)Em salgados, mas doce... Deve ser culpa...Bjsssss

Lenita Vidal Porcelanas postou o comentário de número:

Oi Cíntia, histórias para aquecer o coração, mesmo que seja de vergonha ou vontade de costurar a boca de algúem...rs
Por isso que eu só faço pratos salgados e durinhos, tipo lasanha, frango, etc...

Nunca me aventurei pelos lados da doceria...deixo por conta da minha irmã, que consegue fazer um bolo de fécula de batata, ficar gigantesco, delicioso e inteiro.
Beijos, dias coloridos pra você neste feriado!
Lenita

Nani postou o comentário de número:

Hehehe eu já fiz muito gafe na cozinha,até porque só comecei a colocar a mão na massa quando casei então já viu rsrsr.
Hoje em dia já consigo fazer algumas receitas anos de pratica kkkk
obrigada pelo carinho ,a Isa ainda ta na fase super companheira,já a minha mais velha entrou com tudo na adolescência então tenho que esperar retornar do casulo heheh é isso ai a vida!
Bjss e um ótimo feriado :))
Nani

Karla Jeanne postou o comentário de número:

rsrsrsrrsrsrs...Cintia eu sou um horror pra fazer coisas desse tipo. A única sobremesa que eu sei fazer é Mousse de Maracujá, mas também até minha filha de 11 anos sabe!!!
BJKS DE KARLA***

Bárbara Rezende postou o comentário de número:

kkkkkkkkkkkkk DARIA TUDO PARA ESTAR POR LÁ....

MANDE UM BEIJÃO PARA O FILHOTE!!!

AH E POR FALAR EM FILHOTE A BELA FEZ SUA PRIMEIRA ARTE E VAI POSTAR NO BLOG... SE DER TEMPO POSTAREMOS AINDA HJ!!

BJKSSSSSSSSSSSSSSS

Monica Morris postou o comentário de número:

que boa essa historia so mesmo costurando hehehe...
comigo nunca aconteceu mas se acontece-se e o marido desse uma dessa nao sei nao se resistia a costura hehehe
bjbj

Belli postou o comentário de número:

olá Cintia- adorei seu conto de fadas- ah costura mesmo - rsrss
beijim

belli

Bela postou o comentário de número:

Oi tia Cíntia
Adorei sua historinha de Era uma vez... rsrsrsrs

Fiz uma postagem legal, passa lá e dê sua opinião!

bjokitas

Neli Rodrigues postou o comentário de número:

kkk, tb já paguei mto mico na cozinha. O meu 1º strogonof mais parecia uma sopa,kkk.

Bjs♥

Denise Lopes postou o comentário de número:

Oi amiguinha passei para saber como você está...se já melhorou da sua gripe...te cuita tá, tô na torcida pela sua melhora...beijos...

GIL postou o comentário de número:

Cintia, vc acaba comigo, me acabo de rir, gostaria que vc passasse as férias comigo na praia, ia rir o dia inteiro, Cintia, minha mãe não tinha muito tempo e sempre me serviu purê de batata frio, casei, fiz e esperei a esfriar, meu marido me disse, está frio.....eu falei......claro, esperei esfriar, vc queria comer quente?....hahahahahahaha............até hoje ele me pergunta se o purê está quente......não faço mais.....hahahah.....nem no chamego pra que eu faça......bjks....bom feriado a vc.....te amo....Gil

Provance Home Banho postou o comentário de número:

Olá !!
Parabéns ...seu blog é dezzzzzzzz..já me identifiquei com algumas situações que escreveu...mas esta de tomar o pudim está genial!!
Se quiser entre no meu blog tahhh!!Já estou te seguindo ,não posso te perder de vista....
http://www.provancehomebanho.blogspot.com
Bjsssssssss

Larissa L. postou o comentário de número:

Muito boa a sua crônica, Cintia!
Fiquei imaginando a cena...Hehehe
BJ

Edlena Franklin postou o comentário de número:

KKKKKKKKKKKKKKKKK, você foi corajosa, nunca tive tanta fé em mim a ponto de exibir performances culinárias... Vou mais pela lei de Murphy: se uma coisa tem de dar errado, dará! Mas nada como começar um relacionamento coberto de calda de caramelo, dá muitas idéias...rs.
Beijinhos

Drinha... postou o comentário de número:

kkkkkkk ah, eu costurava a boca dele!!!!!

Você co
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...