Treinando o olhar

sexta-feira, 27 de agosto de 2010


Quando o Filho com DNA Alienígena começou a rabiscar por todos os cantos, convocamos uma reunião de cúpula para deliberar sobre o fato. 

Minha idéia era comprar um quadro e deixar o giz correr solto (prático uma barbaridade), mas Mestre Branco e azul, adepto das novas teorias pedagógicas não aceitou, defendeu com unhas e dentes a idéia de deixar o moleque treinar a motricidade fina em tudo que era canto da casa.

Depois de muito discutir, chamamos os jurados e o veredito foi que o Filho com DNA Alienígena poderia rabiscar a vontade as paredes do seu quarto. Eu, a contragosto, aceitei.

Ressalva 1: Quero deixar registrado que nessa época eu ainda acreditava em Coelhinho da Páscoa, Fada do Dente, Duendes e no poder da decisão coletiva e democrática.

Um belo dia chego em casa e meu gurizinho me pega pela mão e me leva até a sala, dizendo o seguintte:

"Mãe, deixa eu te mostrar uma coisa linda! Eu sou artista que nem a minha Avó. Olha que coisa mais linda que eu fiz na parede da tua sala, mãe!"

Ressalva 2: Claro que nessa hora eu já estava pálida, não sentia minhas pernas e a voz do pequeno foi ficando longe, baixa, quase imperceptível.

Mestre Branco e azul, sentado no sofá, observava a cena com admiração, diria até que com orgulho.
Na hora pensei: "Não pode ser tão ruim, afinal está tudo tão tranquilo, ninguém apanhou e o pai está com cara de que o Filho é o novo Da vinci!"

Olhei para a parede ao lado do sofá. E meu mundo desabou...
Filho com DNA Alienígena havia pego cola transparente e desenhado um oito deitado e ainda por cima, enorme,  na parede. (Parecia aquele símbolo de infinito)

Fiquei sem fala.

Filho com DNA Alineígena todo faceiro disse: "Mãe, você gostou da minha obra de arte?"

Tentei responder e a voz não saía. E ele esperando uma resposta. Então falei:

"Filho, você desenhou um oito na parede, enorme! Que... lindo!"

E para meu total desespero ele respondeu:

"Mãe, você não entende nada de arte mesmo, aquilo não é um oito, é uma bunda!"


E assim ficou a "bunda" desenhada na parede durante muito tempo. 

E a  todas as visitas que chegavam, Filho  com DNA Alienigena, apresentava, todo orgulhoso, sua arte...

Não achei a foto com o artista e sua criação, mas  tenho que admitir que a referida obra atraiu inúmeros curiosos...





P.S¹: Pior são os amigos sacanas, que sabendo da história lembravam o guri de mostrar para os que ainda não conheciam, a sua obra de arte.

P.S²: A bunda permaneceu em exposição durante 3 anos, só foi retirada em janeiro de 2010.

P.S³: Quando reclamei  dessa arte para a Vó Niqua, ela me disse que eu tinha que ficar bem quieta, pois quando tinha a idade do Filho com DNA Alienígena, quando ela não estava em casa, passava batom vermelho e saia beijando as paredes brancas do apartamento recém pintado e depois ainda dizia que não sabia quem havia feito aquilo.

29 comentários:

Elaine Canha postou o comentário de número:

Eita, é uma faca de dois legumes essa história kkk
Imagino qdo chegar a minha hora...

Mas me diz uma coisa: o que vc pretendia em sair beijando as paredes de sua vó ein? rsrs

Beijos

Cíntia postou o comentário de número:

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Cíntia do céu essa história da bunda foi pra fechar minha sexta kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk fantástica!To aqui tentando imaginar a sua cara na época do 1º dia da exposição kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Beijoss,adoro vc.

GIL postou o comentário de número:

Não vejo problema nenhum Cintia, eu pintava tudo que via, mandei minha irmã ficar quietinha, era a noite eu desenhei a sombra dela em pé em cima da cama...........NORMAL....vc sabe fico pensando que tem que deixar....hahahahaha......aqui em casa quando pequenos, eu tinha um sofá qu eles podiam pintar a vontade, juro era bem decorado, o unico problema quando a maiorzinha, achou lindo o desenho que fez e recortou...........hahaha.....saudades, saudades, saudades.....é o que vc vai sentir......bjks.....com carinho.....Gil

Priscyla Rodrigues postou o comentário de número:

Kkkkk... Muito comédia msm... Chamei até meu marido pra ler...

Eu tb tinha uma tendência pra ser artista... Riscava as paredes do meu quarto que era uma maravilha...

Bjoks querida!!!

Bom fim de semana!!!

Sandra =^.^= postou o comentário de número:

kkkkkkkkkkkkk...já passei por isso qdo a filha aborrescente era pequena.
Quase caí das pernas, mas minha reação foi outra, não consegui deixar os rabiscos na parede.
Bjos e ótimo final de semana.

Lola Sciwinzki postou o comentário de número:

Cintia não te aguento.
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Vc me mata de rir.
Seu filho é muito engraçado.

Querida obrigada pelo recadinho.
Bom fim de semana.
Bjks.

Poliana G. Mateus Ojeda postou o comentário de número:

kakakakka....aqui se faz, aqui se paga Cintia!! Pelo menos seu pequeno admite a obra de arte e ainda se orgulha do que fez...muito bom!!!
Bjooo

Taia Assunção postou o comentário de número:

kkkkkkkkkk...que coisa. O melhor é o orgulho do pai do artista. Até que meus moleques não riscaram muitas coisas. Mas teve uma vez que o Raul indo à missa com um coleguinha pela manhã encontrou um giz de cera azul...imagine se ele não pichou todo o caminho do apartamento até a igreja. O melhor é a criatividade da pessoa escrevendo com letras garrafais RAUL...quase tive um troço quando vi, sai seguindo as pegadas do coelho, digo a pichação do bonito pela escadaria do prédio, depois num banco de ardósia da vizinha da esquina, na fachada da academia e assim por diante. O coloquei de castigo e também fiz com que limpasse tudo. O melhor era eu na janela do quarto andar do prédio munida de chinelo na mão ameaçando o menino que com bucha limpava o banco da vizinha da esquina enquanto a irmã caçula cuidava para avisá-lo para parar quando viesse alguém...kkkkkkkkkkkkk. Depois da raiva só ficam as lembranças. Beijocas!

Lili postou o comentário de número:

Cintia, eu quase morri de rir... minha nossa, que história maravilhosa e divertida! kkkkk
Tá vendo, puxou a mãe nas artes... hahaha
Menina, sua forma de contar as histórias é maravilhosa, por isso tão bom de ler, não largo seu blog nunca mais!
Obrigada pela visita lá no Puxadinho e tadinha da sua mãe, hein?? Mas é verdade, até agora não temos tok&stok na cidade e eu ansiosa pelo momento da abertura... sou louca por essa loja, quando fui a Curitiba fiquei horas lá dentro e quase trouxe a loja nas costas.
Beijos e um fim de semana maravilhos pra vc.
Lili

Nani postou o comentário de número:

hehehe adoro tuas histórias ,minha filha também fez um bonequinho mas na parede da casa da minha mãe,tem uma fase deles que não adianta eles riscam em tudo mesmo..mas passa tão rápido que temos que curtir!bjkas
Nani

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez postou o comentário de número:

ahahahahahah
com este final revelado, nem dá pra dar bronca no filhão hahahaha

na hora a gente fica bravo, mas depois vira história divertida de infância boa rs...

não tem como não rir das coisas q vc escreve, é humor do bom e do fino.

bom fim de semana pra vcs! e boas artes pro filhão rs

Neli Rodrigues postou o comentário de número:

Vc só chegou perto de desmair...eu acho que morreria!!!
Nunca teve essa história de democracia e filho artista soltando toda sua criatividade aqui em casa.
Mas suas histórias são ótimas e mto divertidas.
Parabéns por ter sobrevido...

Bjs♥

mari postou o comentário de número:

Seu filho não vai ser artista, vai ser político! Caramba, eu me destrambelho de rir aqui nesse blog...

Marcia Boni postou o comentário de número:

em primeiro lugar quero dizer que adoro ler seus textos... dou mta risada...
sabe que meu pequeninho aprontou uma bem parecida, na parede ao lado da tv, detalhe: Giz de cera, de várias cores, mas o dele foi um desenho abstrato, acho que foi meio arte moderna, enfim sei lá...
e ainda ta la...
bjo e bom fim de semana

Tania Forti postou o comentário de número:

Deixa o menino se expressar, amiga! hahahaha
Acho que a arte dele foi mais fácil de apagar que as suas, né? Batom vermelho?
Eita menina artista, rsss
beijo

Deusa postou o comentário de número:

kkkkkkkkkkkk....tudo menos uma bunda na sala...kkkkkkkk...eu já matava meu marido...kkkkk,afinal de quem foi a idéia de dar liberdade ao pequeno artista.....kkkkkkk.
O drama Xexeuzinha na minha casinha tem continuação....quando Grito ou esbravejo com a Maitê ela entende nahora e recolhe a bagunça....com a Xexeu não...ela ama o caos,adoro grito e tem um gênio que só Deus....a única que encara as bicadas sou eu.....já me acostumei a ficar sem pedacinhos e a dor parece que fica bem menor com o tempo,então quando eu brigo ela vem com esse aiaiai e volta para um lugar seguro(em cima da porta)de lá fica reclamando e gritando...pestinha....
Beijinhos
Deusa
vasinhos coloridos

Carol Polizel postou o comentário de número:

Cíntia! Vc é uma santa mulher, merece ir para o céu diretinho! Eu sempre adorei desenhar, como faço até hj, mas nunca pude rabiscar as paredes de casa e nunca fui menos feliz por isso. Regras são regras e pq não ensinar a criança a usar o papel ou uma cartolina que é maior? Não acredito que as crianças podem tudo em nome da sua necessidade de expressão ou de desenvolver alguma habilidade. Serei mãe em breve e minha filha jamais rabiscará as paredes da nossa casa, e oferecer limites para mim, tb é uma demonstração de amor. Por isso acho vc uma santa de tanta paciência. Parabéns! Bjos

Tina postou o comentário de número:

KKKKKKKKKK....Ai Cintia, voce é muito mais boazinha que eu...sempre deixei os meninos rabiscarem, mas só o quarto deles rsrsrs. O caçula não deixou trocar a porta do quarto (que ficou pra ele)Nesta porta tem de tudo, risquinhos, assinaturas, figurinhas de chicletes...menos um oito deitado...quer dizer...uma bunda rsrsrs
Bom... criativo ele é...quem sabe esta "arte" será a primeira "obra de arte" do novo Da Vinci?
Esperemos...esperemos...vamos ver o que esse menino ainda vai fazer!...Quantas alegrias vai dar a voce e ao Mestre Branco e Azul.
Ache esta foto, e guarde direitinho...daqui alguns anos, pode valer um bom dinheiro...
beijinhos
Tina (Sonhar e Realizar)

Michelle postou o comentário de número:

Jisuuuusss!!! Com certeza eu teria acabado com qualquer ispiração criativa da minha prole...rs rs rs

Alem de escrever meus sonhos e planejá-los eu mentalizo muito, muito, muito!!! E aprendi com papys que a gente tem que sonhar alto!!!

Bjs

Elaine Gaspareto postou o comentário de número:

Oh meu Deus!
Imagino a cena!
E a sua cara rsrsrs
Mas agora passou, né? A fase Picasso dele.
Beijos, querida

Fernanda Fernandes postou o comentário de número:

KKKK,criança tem cada coisa...mas também são sinceras...olha só o lado positivo falou o que exatamente ele desenhou...muito bom
bjos...

Brigit Candles postou o comentário de número:

Jeeeeesus.....kkkkk...enfim, tudo pela arte!
bjus

Blog da Fatima postou o comentário de número:

kkkkkkkkkkk..
amei a bunda ficar 3 anos na parede!!!!

Qdo eu era criança eu botava baton e beijava todos os epelhos que tinha na casa, no quarto da minha mãe tinha um pendiadeira com um enorme espelho eu beijava todo o espelho...claro depois levava usn supapos da mãe..e ainda tinha que limpar tudo!! hehehehe

Bom findi bjos no ♥

Fernanda Reali postou o comentário de número:

Rio muito com teu texto! Eu nem me importava com um rabisquinho ou outro na parede, a tinta era acrílica superlávável, ok, mas...

um dia, comprei um sofá novinho na tok stok, bem baratinh no ponto vermelho, e todo branco pra poder lavar com CIF cremoso. Avisei todo mundo para ter cuidado com o sofá da mamçae, blablabla...

No dia seguinte, Guga e Helena desenharam o sofá todo de canetinhas coloridas. TODO mesmo.

A casa caiu!!! Apanharam na bunda e foram de castigo pro quarto. Gastei um tubo inteirinho de cif, consegui remover todas as manchas e nunca mais eles riscaram nada.

Pedagogia cubana: todos para o paredón!

bjs

EVA CAROLINE | postou o comentário de número:

Olá querida!
Faz o seguinte: envia para atendimento@lojalapomme.com.br a quantidade e o tamnho que você quer que nós enviamos um orçamento pra você! ok?!!

Cinária Mendes postou o comentário de número:

Cintia,
Amei sua historia!!!
Meus filhos tambem já fizeram cada uma...
Beijos

Edlena Franklin postou o comentário de número:

Ainda bem que ele não fez duas bandas e um conjuntinho(eufemismo).
KKKKKKKKKKKKKKKKKKK
Beijos mãezinha, eu sei o que é isso...

Uska Hope postou o comentário de número:

Peraí...
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK...etc kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Agora:
Olá amiga, quanto tempo tempo e quantos posts a ler e morrer de rir!!!
Caraca... Uma bunda!!!Kkkkkkkkkk.
Aqui em casa vetei essas expressões artísticas... falei logo: Pô, tem um monte de papel, minhas paredes não! Daí como eles me respeitam muito... Hum... Descobri as artes atrás das cortinas, de baixo das mesas, das camas, essas coisas... Abafa...

Você co
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...