Ser ou não ser

sexta-feira, 21 de maio de 2010


Tenho me deparado com situações que colocam a prova meus nervos...

Na hora em que elas acontecem não sei como agir:

Retribuo da mesma maneira, grito, xingo, esperneio e acabo perdendo a razão, mas pelo menos fico  a alma lavada e enxaguada...

Ou me calo, ouço, atuo racionalmente e uso as instâncias corretas para esclarecer as coisas... E sempre sinto que fiquei engasgada com algo, remoendo situações que superficialmente ficaram resolvidas, mas que para mim ainda tinham muita a esclarecer.

Se fosse há dois anos, não teria dúvidas, colocaria a boca no trombone para quem quisesse ouvir, resolveria tudo na mesma hora, sem maiores ressentimentos.

Hoje não.

Mas o que fazer com esse meu novo eu, que quer ser compreensível, que não quer estresse, que quer dar valor apenas à coisas importantes?



Enquanto não descubro, tento terapias alternativas:



 Bolinha anti-estresse... Nessas horas, fazer massa de pão também é uma boa!




 Tomar um  cálice de licor de pequi para abrir o apetite (como se precisasse), relaxar e lembrar que tenho um final de semana para curtir!


 E se nada disso adiantar, esquecer a dieta e me atolar no chocolate diet! 
Sabe aquela máxima: "Sou gorda, mas sou feliz!" Essa sou eu!


Cintia Branco

P.S.1: Enquanto remôo as mágoas e controla a glicemia, o Mestre Branco e azul vive seu grande dilema do momento: Não conhece as músicas para poder acompanhar no curso de violão. Ah, como eu queria um pouco dessa calma.

P.S.2: Hoje uma mar de camisas vermelhas invadiu Sinop. Avante Colorados de todas as querências!

P.S.3: Você sabia (momento cultural) que a maior torcida aqui na cidade é do Sport Club Internacional?

P.S.4: Beijos Irmão Vermelho! Ah, estou esperando a minha camiseta oficial (só para incomodar o Branco);

P.S.5: O Mestre Branco e azul não largou nenhuma indireta para mim sobre a vitória do Grêmio, pelo menos pessoalmente, mas pelo blog dele....Fez a festa.


4 comentários:

Dri postou o comentário de número:

Adorei a bolinha, Cintia. Fortune cookie é aquele biscoitinho da sorte chinês, sabe? E a-do-rei sua idéia pro envelopinho. Vc é do clube das românticas incorrigiveis que nem eu! rs Bj

Taia Assunção postou o comentário de número:

Difícil heim...com o passar do tempo tenho ficado um pouco mais contida. Mas algumas coisas me tiram do sério, como por exemplo: ir ao mercado e a atendente jogar sobre os meus cream cracker dois frangos congelados. Aí já viu, meu inglês tosco entra em ação para uma pessoa que só fala francês. Bafão, bafão...mas pelos gestos e tom de voz a figura entende o recado e o chefe que é libanês também...manda a "mardita" trocar as bolachas. Respira, respira...não é fácil. Beijocas e bom final de semana.

Ana B postou o comentário de número:

Oi, Cintia, colega do Centro-Oeste. TEmos várias coisas pra nos identificarmos, percebi no passei aqui no blog, e concordo que ELA acaba com aquela ilusão de que viver no interior é o máximo. Fico preocupada mesmo é com a molecada. Porque quando era menina, só de ter TV Globo eu queria demais, imagine agora, que eles têm o mundo na ponta dos dedos!
Rsrsrs: TRês Lagoas (MS) também tem mania de não gostar de ser do interior, só porque fica ao lado do interior de SP. Fazer o quê?
beijos e apareça sempre.

Drinha... postou o comentário de número:

Pois é Cissa, eu tb vejo que mudei muito nesses últimos anos, sempre batia de frente a acabava me dando mal, agora tô só de boa... gostei dessas bolinhas!!!!

Você co
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...