Absurdo

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Absurdo!!!!

Fui caminhar ontem na AABB (pausa para risadas...  Apesar dos pesares e embora não pareça, eu me exercito, tá! ... Pausa para risadas) e fiquei indignada com a situação em que os visitantes deixaram os quiosques. Copos, garrafas e pratos jogados no chão. Puxa vida!

A AABB não aluga os quiosques para os associados, empresta. O mínimo que a criatura poderia fazer é deixar o local habitável depois do uso.

Para usar a pista de corrida (pausa para mais risadas) tivemos que tirar as cadeiras e sair chutando o lixo da pista, para não perder o ritmo da caminhada (agora nem eu aguentei).

Tenho duas questões que me inquietam:

1- Não estamos cansados de saber que lixo deve ser jogado no lixo e assim evitar a dengue?

2- Será que algum cristão, ainda hoje, acha que deve jogar lixo no chão para outro ter que juntar?

Tenha Paciência!

Estou escrevendo este post e ouvindo Olhar 43, do RPM... Que saudade dos tempos em que dengue, aquecimento global e desmatamento não faziam parte da minha pauta do dia e minha única preocupação era torcer para as polainas estarem secas para usar com a calça bag...


As velhas Polainas. O legal é que a gente mesmo fazia, de tricô, de todas as cores.


A saudosa calça bag.

É os tempos mudaram... Naquele tempo até ensinavam as pessoas a jogar o lixo no lixo.

2 comentários:

Alternativo postou o comentário de número:

É que o ser humano só aprende quando afeta o bolso... Se cobrarem multa cada vez que um individuo jogar lixo em locais públicos o négocio seria diferente...

Peguei na rede... postou o comentário de número:

Nusssss! Agora vc foi fundo. A única vez q me arrisquei no tricot foi qdo estudei em colégio Adventista e queria porque queria uma polaina. Uma colega se dispôs a me ensinar a obra. Ela arrumava o fio na agulha, amarrava e arrematava e eu fazia só os pontos, pra lá e pra cá. Fiz dois panões mas, foi a colega quem finalizou o projeto. E nem me pergunte como.

Calças bag e semibag quase se transformaram em sobrenome pra Sil... Tinha umas calçonas com uns bolsões nas laterais das pernas q a espirituosa galera lá de casa perguntava se eram pra colocar rapadura.

E as blusas manga-morcego? Cabelos enrolados com permanente? Inventei um batom q fez sucesso e mexeu com a curiosidade das meninas. Apareceu uma sombra bastão, acho q era Avon. Parecia um giz de cera. Cada bastão uma cor. E eu ganhei um "Batom 24h" rosa magenta, era do Paraguai (xiki de arder). Eu passava uma demão da sombra nos beiços e por cima uma demão do batom. Dependendo da camada (-azul e +rosa - +sombra e -batom) ficava um tom pink-neon, rosa-azulado... era doido. As meninas perguntavam "q batom é esse?" eu dizia "minha tia q me trouxe dos states"...xiki de arder... kkkkkkkkkkkkkkk

Você co
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...